ENCONTRASTE O AMOR

ENCONTRASTE O AMOR
Mercêdes Pordeus 

Muitos dias te restam e muitas fases de anos
Cessou teu pranto, pois encontraste o amor
Sonhos realizados, tristezas desfeitas
Ainda que feitas depois do pranto chorado.

Teu rosto, enxutas tem as lágrimas
Risos agora são teus, alegria nele resplandece
Tristeza? Ficou para trás, esquece.
Encontraste o amor.

Sim, outra vida começas agora
Com suave alegria chegam as mudanças.
Temer mudanças? Para quê?
Com elas começam o amadurecer.

Depois de tantas procuras entregar-se
é preciso, sim é preciso
de corpo e alma ao teu tão esperado
agora encontrado teu grande amor.

21-01-2004

 

Publicado na:

– Terra Lusíada, Antologia Poetica Internacional (2005) ISBN 85-905170-3-9 

Anúncios
Esse post foi publicado em TERRA LUSÍADA. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s