ABOLIDA FOI A ESCRAVATURA

Mercedes Pordeus
Recife/PE
 
Trouxeram-te de teu país…tão distante!
Para aqui sofreres a dor da escravidão.
Lutaste muito,  e sofreste  mal tratos.
Ajudaste a construir este nosso país.
Trabalhastes, sentiste a dor do flagelo,
porque sonhaste com a tal liberdade.
 
Paulatinamente, ela ia se aproximando
Primeiro teus filhos, Lei do Ventre Livre.
Depois aqueles  que tinham mais idade.
Mais uma lei, a  Lei  dos Sexagenários .
Assim teu povo foi vivendo a esperança:
Um dia alcançar sonhada liberdade.
 
Mas, que é verdadeiramente liberdade?
Seria viver nesse mundo discriminatório?
Sofrer na pele herança do racismo?
Ou ainda melhor, sofrer na cor da pele?
O fato é que foste liberto,  e que fazer?
Não te ensinaram a lá fora tua vida viver.
 
Jogado numa sociedade preconceituosa.
Sem chances… sem uma oportunidade.
Esse seria o legado que tinhas desejado
para herança de teus filhos? De um povo? 
De certo, não foi isso que tinhas pensado.
Mas, na verdade isso é  que te foi oferecido.
 
 
13 de maio de 1888 ou de 2005…
O que mudou na verdade em relação
a tua raça nesse país? Quem sabe…
em outros também. Alhures serás
sempre uma mancha na sociedade?
Esquecem-se  de que somos irmãos.
 
 
Os teus ecos doloridos ressoaram
ao longe. Alguém veio te socorrer.
Uma princesa te libertou…Lei Áurea.
E agora? Que vais fazer? Éstás livre!
Séculos passaram e trazes a marca.
Herança que de certo não desejavas.
 
Igualdade!  Somos todos irmãos.
Filhos do mesmo Deus,  Criador.
Miscigenação das raças, tradições.
Contribuição de um povo na dança,
alimentação, e em toda uma cultura.
És parte da nossa história, gerações.
 
Estás em nossas vitórias e glórias
Serás sempre parte nossa história
Com orgulho e raça a escreveste
Riste, choraste, gritaste no tronco.
A tua dor  sentida além da senzala
Venceste as  batalhas, e a guerra?
O teu sonho ainda não acabou!
 
13.05.2005
 
– Publicado:
2ª Antologia Literária Internacional  do Grupo Ecos da Poesia " DOIS POVOS UM DESTINO"  (2006), edição Zeni Leal – ISBN 85-905170-5-5.
Anúncios
Esse post foi publicado em DOIS POVOS UM DESTINO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s