A CHEGADA DO AMOR

Mercedes Pordeus
Recife/Brasil
 
Uns podem dizer como chega o amor
De acordo com o que experimentaram
Outros podem até idealizarem
E, aqui expor o que pensaram.
 
É certo que muitas vezes
O amor anda escondidinho,
Em baixo de uma sombra
Que se confunde com o carinho.
 
Ás vezes nem damos conta
Nem percebemos que nos apaixonamos,
Mas também há quem o experimente
Estridente como um vulcão rompante.
 
Há quem o confunda também
Com momentos de paixão.
Contudo, o amor vai mais além
Há de se discernir sem confusão.
 
28/05/04
 
Publicado na:
– Terra Lusíada, Antologia Poetica Internacional (2005) ISBN 85-905170-3-9  
Anúncios
Esse post foi publicado em TERRA LUSÍADA. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s