HOJE SOU IDOSO, MAS TAMBÉM JÁ FUI JOVEM

Mercêdes Pordeus

Dê passagem a experiência…
Sinta como pode enriquecer seu viver.
Evite, de como nós, no seu futuro sofrer.
O peso das dores que já sentimos por você.

 
Dê passagem a sabedoria…
Sabedoria duramente adquirida ao longo da vida.
Lembra das experiências? Elas nos fizeram saber,
Saber de que nada daquilo queríamos para você.
 
Você nos olha e não nos vê?
Não vê nossas rugas? Cada uma é uma resposta.
Resposta refletida pela gama daquelas experiências.
Faça que olha…Não finja que não nos está percebendo.
 
Você é jovem, não usufrua dos direitos dos idosos.
Não finja dormir, enquanto estou de pé ao seu lado.
Não vê as legendas, assentos pereferencias para idosos?
Não sabe que existem assentos especiais para nós?
 
Lembre-se que você pode ser um de nós amanhã…
Depois, com o avançar da idade poderá entender
Que não queríamos que as marcas do tempo em seu rosto
Fossem tão profundas, como as que nos nossos carregamos.
 
Por que a sociedade, as autoridades sempre nos esquecem?
Deixam-nos jogados ao léu, em filas e corredores dos hospitais.
Nós também contribuimos para o desenvolvimento da sociedade.
Se trabalhamo na cidade ou no campo, que diferença pode fazer?
 
Não é a própria sociedade que grita ser todo trabalho valoroso?
Se trabalhamos nos campos colocamos o pão na mesa dos seus pais.
Nem por isso, nosso labutar deixou de ser menos dignificante.
Cultivamos e aramos a terra com tanto carinho que tudo floresceu.
 
Dê passagem a quem lhe pede carinho…
Seja seu avô, seu pai, quaisquer idosos, mesmo um mendigo
Que precisa de pão…mas tem uma necessidade muito maior
Um afago, uma palavra, uma atitude de carinho e de amor.
 
Lembre-se : no futuro vai colher aquilo que você semeou.
Desejamos que seja feliz e receba de nossas mãos um legado
A experiência, resultado de muito sofrimento, muitas dores
Pelas quais você não precisa passar, fale conosco e aprenderá.
 
Em 03.out.2005
 
Publicado:
2ª Antologia Literária Internacional  do Grupo Ecos da Poesia " DOIS POVOS UM DESTINO"  (2006), edição Zeni Leal – ISBN 85-905170-5-5.
Anúncios
Esse post foi publicado em DOIS POVOS UM DESTINO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s