DOR DE POETA

DOR DE POETA
Mercêdes Pordeus
 
Se se morre de Saudades,
Tristeza, sofrimento ou dor
Chora-se até por um amor
Amor que ficou na saudade.
 
Sim poeta, expressa a tua dor
Pois vives da expressão
De tudo que te leva ao amor
Mas lembra bem…
 
Nem só de dor vive o amor
Se com lágrimas é o teu cantar
Por quê não esperar?
Sim, essa dor vai sarar
E não haverá o poeta a cismar.
 
Quando chega o amor
Esvai-se tudo que é tristeza e dor
Vive-o plenamente
E canta-lhe todo teu esplendor.
Anúncios
Esse post foi publicado em POEMAS. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s