AGORA E PARA SEMPRE (DUETO)

AGORA, E…
Victor Jerónimo
 
Agora um templo novo é nascido
Das profundezas do meu ser.
Tal como um altar rejuvenescido
Dos escombros do anoitecer.
 
Catedral imensa se adivinha
Em forma e conteúdo,
Qual presença embevecida
Em luz, formas e amor.
 
E em ti minha alma se acende,
E em mim um altar renasce,
Pleno numa alegria imnuscuída.
 
Tudo se foi e se perdeu no tempo.
Agora há uma nova luz vivida.
No porvir o renascer do nosso encanto.
 
21.07.2004
 
 
…PARA SEMPRE
Mercêdes Pordeus
 
Para sempre edifiquei meu amor
Sobre uma pedra angular
Por isso, ele não ruirá
Sob efeito de nenhuma erosão.

Renascido do meu âmago
Estruturou-se através do cotidiano,
Suas estruturas advêm das experiências
Se com sabedoria discerni-las.

Se em ti minha alma se acende
A cada alvorecer renasce
Tomando dimensões impalpáveis.

Se encontraste uma nova luz vivida,
Eu em ti também a encontrei,
Então a façamos renascer no porvir.

28.07.2004

Anúncios
Esse post foi publicado em POEMAS. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s